Patologias do Nariz

Para que serve o nariz?
  • A primeira resposta será, na maioria das vezes, “serve para cheirar”. Sendo um dos importantes sentidos, o “olfacto”, não é a única importante função do nariz.
  • O nariz é a mais importante via de respiração do ser humano. Diríamos que a boca serve para a ingestão de alimentos e o nariz para a respiração.
  • A respiração nasal é tão importante que o recém nascido não sabe respirar pela boca, podendo morrer nos casos de completa obstrução nasal.
  • O nariz dá acesso a cavidades conhecidas como seios perinasais, cuja infecção ou inflamação é denominada de SINUSITE.
  • As inflamações das narinas, sejam de origem alérgica ou outra, denominam-se RINITES.
As obstruções do nariz podem ser causadas por:
  • Hipertrofia dos cornetos;
  • Desvio septo;
  • Malformações congénitas;
  • Combinação e uma ou mais das anteriores;
  • Corpos estranhos;
  • Hipertrofia das adenóides;
  • Neoformações benignas ou malignas.

Cada uma destas patologias pode por sua vez constituir a origem ou ser originada por outras patologias. Por exemplo, um desvio do septo pode agravar os sintomas de alergia por causar, juntamente com o aumento de volume dos cornetos, uma diminuição da via aérea; esta, por sua vez, pode originar ou agravar um processo inflamação ou infecção dos seios perinasais (sinusite); toda esta sequência pode ainda ser causa ou factor agravante de um quadro de Apneia Obstrutiva do Sono.

As crianças são muitas vezes negligenciadas no que diz respeito à obstrução nasal. As obstruções nas crianças assumem ainda maior importância quando sabemos que, estando numa fase de crescimento, necessitam de um aporte de oxigénio ajustado. Um distúrbio do nariz ou uma obstrução na sua parte mais posterior (rinofaringe) onde se situam as adenóides, pode, principalmente durante a noite, causar grave diminuição dos níveis de oxigénio, com consequências negativas a médio e a longo prazo no desenvolvimento ponderal (crescimento) e mesmo intelectual.

Subscreva a nossa newsletter

Subscreva a nossa newsletter