Patologias do Ouvido

Quando se fala em surdez podemos estar a falar de:
  • Ouvir mal todos os sons;
  • Ouvir os sons mas não perceber (mais frequente com a linguagem);
  • Ambas as situações.

Não ignore os sinais e sintomas que podem indicar perca da audição:
  • Pedir para repetir muitas vezes;
  • Aumentar o volume de som da televisão;
  • As pessoas mais próximas mencionarem que ouve mal.

Pode tratar-se de simples acumulação de cerúmen ou de uma situação que exija tratamento mais ou menos complexo.

A diminuição de audição pode ser o primeiro sinal de patologias mais graves como um neurinoma do nervo auditivo.

A diminuição da audição, para além de causar problemas de comunicação, pode indirectamente ser causa de depressão e isolamento.

Conceitos errados:

  • Estou a ouvir menos 30%
    A surdez tem vários graus não se podendo dizer, como é usual: ” tem menos X% de audição”! A quantificação da audição faz-se em dB (Decibéis) e está relacionada com o valor mínimo de energia sonora para que um determinado ouvido detecte. Após um teste feito a 3000 pessoas saudáveis e com audição considerada normal, verificou-se que a maioria das pessoas começava a ouvir com um valor e que outras, em número muito inferior, a um valor mais baixo ou mais alto. Assim sendo, como todas eram consideradas pelos outros e por elas próprias como ouvintes normais, estabeleceu-se que à maioria seria atribuído o nível “0” (zero); as outras, que só necessitavam de uma energia de -10dB (menos dez decibéis) ou mais 10dB, também estariam dentro da normalidade. O exame mais usual para medir a audição é o Audiograma…
  • Todos os surdos falam alto!!
    Existem situações, como a otosclerose ou um simples rolhão de cerúmen que podem causar, não um aumento mas sim uma diminuição do volume da linguagem. Isto deve-se a que o paciente se ouve bem a si mas ouve mal os outros.
  • Dorme bem! Ressona e consegue dormir em qualquer lugar?!
  • Tenho tonturas e terei que aprender a viver com esse sintoma?!
    Infelizmente em raros caso pode ser uma verdade; porem hoje já existem conhecimentos suficientes para se conseguir curar ou pelo menos minorar esse transtorno tão incapacitante que são as tonturas . Algumas situações são tratadas sem medicamentos e ou cirurgias. É muito importante tentar encontrar o diagnostico antes de se iniciar um tratamento.

Subscreva a nossa newsletter

Subscreva a nossa newsletter