Psicologia Clínica

No estudo pormenorizado de cada realidade individual, o Psicólogo Clínico detém-se sobre todos os aspectos que influenciam a pessoa, já que a personalidade é entendida como um todo e o que se pretende é uma compreensão global da situação. Assim, interessam à Psicologia Clínica todas as variáveis que afectam o sujeito: a história pessoal, o passado, as perspectivas para o futuro, os valores, os afectos e as relações importantes, entre muitos outros fatores.

Depois de uma avaliação pormenorizada da queixa, que para além da consulta de observação pode também exigir o recurso a testes psicológicos, estabelece-se um psicodiagnóstico e propõe-se uma intervenção terapêutica adequada aos problemas psicológicos específicos de cada paciente.

  • Durante a psicoterapia, o Psicólogo Clínico vai ajudar a desenvolver a capacidade de análise e compreensão da realidade interna do paciente, bem como dos seus comportamentos. A relação que se estabelece permite, num ambiente de confidencialidade e confiança, ajudar a resolver os aspectos que são causadores de sofrimento e dificuldade, facilitando também outras interpretações para as experiências individuais e permitindo a capacidade de acção do paciente no seu processo de mudança e de promoção do desenvolvimento da sua personalidade.
  • À medida que se desenvolve e torna mais complexa, a sociedade vai criando mais tensões e problemas. A violência, a solidão, a competição e a insegurança dos meios profissionais, entre outros factores, fazem parte de uma realidade actual, que potencializa as dificuldades individuais e justifica a sensação de infelicidade e incapacidade.
  • A Psicologia Clínica pode oferecer respostas na abordagem de diferentes problemáticas relacionadas, entre outras, com inibição social, baixa auto-estima, ansiedade e crises de pânico, impulsividade, dificuldades na área profissional ou no estudo, medos irracionais, dificuldades relacionais, depressão, etc .

Subscreva a nossa newsletter

Subscreva a nossa newsletter